terça-feira, 23 de junho de 2009

leis e costumes e meus pensamentos e estudos do mes de tamuz de 5769

Olá queridos amigos leitores esta nova reportagem busco mostra a todos que visitam meu blogger um pouco de conhecimento judaico , neste artigo sou grato plenamente a ajuda de alguns Rabinos, Rafael Sphagetall, Daniel Rotheberg , Menachen lismann , Daniel Touitou ,e meu grande mestre Moises Garzon , eles que indiretamente ou diretamente tem me ajudado no meu aprendizado aqui em Israel,espero que vocês gostem tudo isso e feito de uma forma amadora mais com a importância de leva a torah a todos que buscam algo mais espiritual .seguindo enfrente vamos ao artigo ...

Ouve Israel! Shemá Israel
O eterno e nosso D-us o eterno e um!
Quem de vocês nunca terá escutado estas palavras simples e sagrada? Esta e a curta frase que nos repetimos, à noite e pela manhã, há mais de três mil anos.ela exprime o princípio fundamental do judaísmo: a fé em um D-us único.
Nela nasceu o povo judeu ,foi por afirmá-la que foi escolhido por D-US, foi por defende –lá que foi torturado e ultrajado.hoje, nosso povo o mais antigo entre os que historia conhece e, ao mesmo tempo, o mais jovem dos povos modernos. Vive ainda e continua afirmar a eternidade de D-US,de nosso D-US, do D-US único.
Hoje vocês encontram o nome Israel no alta geográficos e tem ocasião de ver frequentemente caracteres hebraicos em selos postais ou em jornais e revistas. E que nós tiveram a sorte de nascer numa época em que o nome de Israel não mais e objeto de menosprezo entre os povos, e agora o nome de uma nação livre que todo o mundo admira por sua coragem..
A historia de Israel e um extraordinário conto de aventuras.ai estão heróis e assaltantes,longas fugas e perseguições através de terras e mares por todo mundo ,numa sucessão de tortura e salvamentos imprevistos.há entretanto ,uma diferença entre este conto e um romance vulgar de aventura : e que este conto e inteiramente verídico e seu herói, Israel ainda vive.ele vive em cada um de nós.( AM ISRAEL) e foi o eterno ,nosso D-us o D-us único ,que nos defendeu ,nos salvou e nos trouxe para nossa terra de pois de 2000 anos cumprindo uma profecia “ eu vos tirarei das nações e vos reunirei de todas as terras, e vos trarei ,à vossa própria terra” a terra de Israel . vou trazer relatos e costumes tirados das minhas idéias e de shiurim ( aulas de judaísmo) e der alguns livros que estou lendo em inglês onde se encontrar muito deste assunto infelizmente em português somos limitados.para chegará nesta matéria que para mim e um auto avalia mentos do conhecimento que tenho agregados nestes últimos meses coisas que no Brasil não teria como. realmente Jerusalém e o pilar do judaísmo. Isso de fato só acrescentara no meu ensinamento .
Pois dizem nossos sábios primeiro aprender depois de imediato transmitir para que não se perca uma virgula.

Primeira parte

A crença judaica

A- as bases da fé
O mundo espiritual do judeu compreende um sistema completo de doutrina e lições que corresponde a todos aspectos da vida .dentro deste amplo sistema, existem treze princípios básicos de fé .e indispensável que todo judeu crente os conheça e acredite neles. Estes são os
Trezes princípios da fé judaica
1- existe um criador divino.
2- Sua unidade e única e absoluta.
3- E um ser espiritual acima de qualquer lei da natureza.
4- E eterno, o primeiro e o único .
5- Somente ele pode ser reverenciando.
6- Sua vontade foi declarada através da revelação divina e pelos profetas verdadeiros
7- Moises foi seu profeta principal ,e o mestre supremo de Israel .
8- A torah que pertence ao povo de Israel e aquela outorgada a Moises no Sinai.
9- Esta mesma torah e imutável e nunca será substituída por outra lei.
10- D-us tem um conhecimento prévio dos pensamentos e ações do homem mesmo que o homem atue com livre arbítrio.
11- Sendo responsável por suas própria ações o homem recebe a justa recompensa e castigo do juiz supremo.
12- No final dos dias D-us enviará messias, o justo, filho de David , o qual será o rei perfeito , para um mundo perfeito.
13- Haverá a ressurreição dos mortos que mostrará a grandeza e a bondade de D-us . toda ruína será restaurada e toda morte se transformará em vida.


B- O mundo e sua finalidade

1- quis nosso bom criador expressar sua bondade e para este fim criou o mundo e a multidão de criaturas para inspirar neles suas influencia benigna e para abençoa- los com sua abundância.
2- No homem, a influencia benigna do criador se expressa na infinita felicidade que nele nascerá ao aproximar- se do criador de acordo com a força de suas possibilidades. Assim pode chegar o ser humano a desfrutar das abundantes bênçãos do criador.
3- Para que o homem possa aproximar – se do criador por mérito próprio,D-us o criou com livre arbítrio e o colocou num mundo onde existe o bem e o mal.
4- D-us o criou com corpo e alma e nestes distinguem-se duas características opostas e contraditória: um instinto bom e um instinto mal.o fato do homem poder escolher entre os dois instintos, conquistar o instinto mal e abraçar o bom, lhe permite alcançar a devoção completa ao criador, o bem verdadeiro e assim cumprir sua missão neste mundo.
5- Depois da luta pessoal que o homem mantém ao longo da vida , o homem no qual o bem triunfou, merecerá a verdadeira felicidade em dois aspectos: a felicidade espiritual no mundo das almas, chamado o jardim do éden e a felicidade no mundo vindouro que será seis mil anos depois da criação do mundo.
6- O mundo do homem compreende duas etapas: a etapa da luta e esforço pessoal neste mundo e a etapa de sua recompensa, ou seja, a felicidade ou o castigo no mundo vindouro.
7- No entanto, existe a possibilidade de obter uma parte da felicidade divina neste mundo através da prece, do estudo da torah, da exaltação da alma no shabat ( sábado) e nos yom tov ( dias festivos)


D-US maneja e controla o mundo.

1- O livre arbítrio do homem e sua luta para escolher entre o bem e mal , possibilitam sua futura felicidade.
2- O bem e o mal não existem somente no interior do homem,e sim em toda a criação ,em todas suas dimensões e sistemas e em todos o níveis do espírito e da alma em todos os mundos.
3- A proporção entre o bem e o mal não e igual em todos os homens,nem em todos os tempos. Alguns se inclinam naturalmente para o bem, assim como outros se inclinam para o mal. Cada homem e medido pelo que e pelo o que escolheu.


4- O criador supervisiona suas criaturas , dando recompensa aos bons e castigando os maus
Assim encaminha s almas para alcançarem o Eterno que e o bem.

5- A recompensa e o castigo não são determinados nem medidos por fatos isolados do individuo.Existem diversos e diferentes fatores que determinam isto.


6- O homem e medido por suas relações atuais, passadas e futuras com as pessoas que o rodeiam; familiares; amizades; e vizinhos.
7- A recompensa e o castigo , como já vimos, se realizam principalmente no mundo vindouro; entretanto há ocasiões em que isto ocorre também neste mundo.
8- Há ocasiões na vida do homem em que D-us lhe limita seus livre arbítrio e outras vezes quando lhe suspende temporariamente,tudo de acordo com a necessidade que determina o condutor divino.

A natureza e os milagres.

O controle divino do mundo e feito de duas maneiras básicas: através da natureza e dos milagres.
A direção, através da natureza se baseia nas forças que operam no mundo conforme leis fixas e ordenadas .isto inclui a influencia das forças superiores.
A direção através dos milagres, com prende duas classes: os milagres evidentes e os ocultos.
Os milagres evidentes acontecem em contradição as leis da natureza.no entanto geralmente existe neles um ligeira compatibilidade com as leis naturais.
Os milagres ocultos ocorrem em harmonia com as leis naturais terrestres, mais em contradição com as leis do mundo superior de astros e constelações.
Os milagres cumprem um papel importante no mundo: o de consolidar e aumentar a fé em D-us
Seus mensageiros e profetas. A finalidade dos milagres ocultos é outra : a intervenção de D-us no decorrer da historia a favor de alguns indivíduos ou do povo de Israel,sua Toráh e sua terra .




Israel entre as nações
O primeiro homem foi criado perfeito e completo , a suprema obra de nosso perfeito criador. Se o primeiro homem não tivesse pecado, poderia ter passado o sétimo dia da criação , o shabat
( sábado) , no jardim do éden a ai gozando de um estado de felicidade tao sublime que somente se conhece no mundo vindouro.

Depois do pecado, Adão foi expulso do jardim do éden. O fato de ter comido a fruta da árvore do conhecimento do bem e do mal, causou no mundo inteiro e no homem, a mistura do bem e do mal. Como conseqüência deste pecado se fundiram na humanidade dois aspectos: o aspecto do homem na imagem de D-us, livre de pecados, apesar de uma perfeição incomparavelmente menor e o aspecto do mal que existe no homem.

De acordo com estes dois aspectos que se fundiram na humanidade , esta se dividiu em dois: o povo de Israel e o resto da nações.
O criador escolheu Abraham e seus descendentes, o povo de Israel, para que através deles continuasse manifestando-se a imagem divina na humanidade.
Foram escolhidos como “ luz dos gentios” povo santo e nação sacerdotal, com a missão de guiar e ensinar as demais nações.

O criador outorgou ao povo eleito certas virtudes e características distintas para que pudessem cumprir seu destino no mundo: a fé constante, a habilidade de aplicar as leis da torah ao seus cotidiano, a capacidade de elevar por meio das Mitzvot ( preceitos divinos) e outras qualidade especiais.
Para que realize sua missão no mundo, e preciso que o povo de Israel observe a torah e cumpra os preceitos que lhe deu o criador na grande revelação do monte Sinai.

As demais nações do mundo se lhes exige que cumpram os setes preceitos dos filhos de Noé.
A- Proibição da idolatria
B- A proibição das relações ilícitas .
C- A proibição de derramar sangue.
D- A proibição de comer a carne de um de um animal que ainda não esta morto .
E- E a proibição de maldizer o criador.
F- A proibição do furto.
G- O estabelecimento de um sistema de justiça.

Os filho de Noé ,isto é , todos os povos não judeus, contanto que cumpram estes preceitos,são merecedores do mundo vindouro.
Os filhos de amalek , descendentes de Essaú, foram criados com as piores características da humanidade, e seu maior interesse e prejudicar todo o bom e sadio que existe no mundo. Sua criação foi parte do plano divino de estabelecer um profundo mal no mundo para se confrontar com o profundo bem. Uma das grande tarefas do povo de Israel e a destruição completa de Amalek no mundo para que reine o bem divino.
Existe varias explicações para este texto , alguns sábios dizem que algo totalmente espiritual e outros classificam povos que se levantam para destruir a cada geração o povo de Israel .

Outras nações também foram destinadas a se confrontar com Israel atuando em varias más ações quando D-us queria testar o povo de Israel : os Cananeus, egípcios ,Babilônios, persas, Gregos,Edomitas, Ismaelitas, Moabitas e Amonitas.
Em geral a maior parte das nações do mundo odeiam o povo de D-us . ódio que tem para o povo de israel, traz a desgraças a estas nações causando-lhes graves danos e ocasionando seu desaparecimento da face da terra. Poderiam evitar este mal, se estivessem dispostos a aceitar influencia espiritual do povo de Israel . chegara momento quando as nações do mundo reconhecerão que Israel e a semente abençoada por D-us.
Apesar da diferença que existe entre o povo de Israel e as demais nações , toda pessoa pode converte-se ao judaísmo e pertencer ao povo de Israel se sua conversão e autentica e sincera, com amor a D-us e sem nenhum motivo oculto.



A visão profética e o espírito sagrado.
Com o fim de guiar a humanidade no caminho da Toráh e para incentivar o povo de Israel a cumprir as Mitzvot , D-us outorgou ao mundo vários graus de visão profética.
A visão profética no seu nível superior e a de nosso mestre Moisés ( Moshe rabeinu).
A visão profética que D-us outorgou a Moisés foi a do mais alto grau possível. Depois Moises nenhum profeta pode revelar a Toráh ou transmitir leis divinas em bases de visão profética. Desta maneira se conserva a eternidade da Toráh.
Todo profeta que profetize em contradição com a Toráh de Moisés merece a pena de morte. No entanto, e permitido e possível que um profeta institua um troca temporária em algum preceito determinado , exceto o que proíbe a idolatria .
Assim fez o profeta Elias quando construiu um altar no monte Carmel apesar da toráh proibir oferendas fora do Templo Sagrado Em Jerusalém.
Os profetas devem preparar- se em todos os aspectos para alcançar a visão profética. No entanto, por mais que ele seja capaz e preparado para receber a visão profética ,esta jamais pode ser alcançada se não for a vontade de D-US.
A missão geral dos profetas e de encaminhar o povo de Israel e as demais nações no caminho divino apropriado a sua época. A maioria dos profetas também tiveram visões do futuro, para poder prevenir o povo e prepará-lo.
Existe um menor nível de profecia chamado de espírito sagrado a este nível chegaram grandes sábios e pessoas excepcionais através da historia.receberam vários tipos de revelações neste nível de profecia, entre eles os KETUVIM ( Os textos da bíblia posteriores aos profetas.)
Existe outro nível de espírito sagrados inferior ao anterior, que se revela na inteligência humana. Os sábios que escreveram a Mishná e o Talmud ( textos passados de geração em geração através da palavra , desde a outorga da Toráh no monte Sinai),serviam-se deste nível de profecia para renovar suas mensagens, para sua melhor compreensão.


A Toráh e seus preceitos

A Toráh que foi dada ao povo de Israel por intermédio de Moises e a raiz de tudo: da fé , do entendimento, das regras,dos preceitos divinos( Mitzvot), Das regras de conduta e moral e de todas as revelações eternas. A Toráh, e estudada em dois níveis : o nível do significado literal ( Pshát)
E o nível de seus significados místicos (SOD).
O significado da palavra Toráh em hebraico, é a lição da vida ( horat chaim) . é de grande importância o estudo e conhecimento regular da Toráh .todo judeu tem a obrigação de se aprofundar no estudo da Toráh durante toda a sua vida. O estudo da toráh exerce um influencia especial, não só em quem estuda, mas também no mundo como um todo.
Com os livros dos profetas e os KETUVIM( textos posteriores)se completa a instrução divina.os Ketuvim consistem em acontecimentos históricos, palavras de sabedoria, advertência ética.
Existem neles profecias para guiar a humanidade em qualquer época.
A Toráh escrita em hebraico ( Tanach) consiste na Toráh de Moisés( os primeiros cinco livros da Bíblia),os livros dos profetas e os KETUVIM ( textos posteriores).cada palavra escrita no Tanach exige uma interpretação precisa e uma reflexão profunda.temos de respeitar toda a Toráh escrita como a palavra de D-us. Isto inclui os livros de profecia Divina, e os Ketuvim, que foram escrito a nível de espírito sagrado.

A interpretação oral da Toráh em hebraico ( Toráh beal pe) foi transmitida a Moisés junto com a Toráh escrita.
Baseando –se nesta tradição e servindo-se das bases gerais e dos princípios derivados, os sábios todas as gerações continuaram a grande obra de buscar os profundos significados da Toráh e expô-los ao entendimento de todos. O conjunto de seus ensinamentos constitui a Toráh oral.



A literatura da Toráh oral compreende o seguinte: explicações da vida cotidiana judaica que são: Halachá ( leis de condutas ) , hagadot ( contos educativos), a Mishná, os dois Talmudim ( o Talmud da babilônia e o Talmud de Jerusalém )., Os textos dos GUEONIM ( acadêmicos do século VI a XI ) os Rishonim ( XI a XVI) e os ACHARONIM( XVI a XX) . esta literatura trata dos aspectos do judaísmo, tanto do cotidiano quanto o transcendental: leis, lendas, crenças, preceitos, virtudes, moral, comportamento social. Etc.

Os preceitos (Mitzvot) da Torah são 613 ( Tariag Amitzvot); 248 preceitos positivos ( Mitzvot Assé ) e 365 preceitos negativos ( Lo Taassé ) . sua função e proteger o homem e elevá-lo pelo caminho do bem. Isto se aplica não somente ao individuo, mas ao povo como um todo.

Uma grande parte dos preceitos não pode ser cumprida por qualquer judeu, pois esta relacionada com o Templo Sagrado ( Beit Hamikdash) e os Sacerdotes ( Cohenim) que lá serviam. Também existem preceitos que só são aplicados somente na Terra de Israel e em circunstancias especiais, como por exemplo, o divorcio.

Todos os preceitos (Mitzvot) exercem uma influencia benigna não só para quem os cumpre, como ao mundo inteiro.

A Toráh , geralmente, não explica a lógica das Mitzvot . muitas vezes, o que aparenta ser o motivo para um preceito , não e mais do que um explicação parcial. E fácil compreender a lógica dos preceitos que proíbem o assassinato e o roubo;no entanto existem outras Mitzvot cujas razões estão acima da compreensão humana. Estas se chamam de CHUKIM apesar disto , nenhuma Mitzvá ( preceito) e incompatível com a inteligência humana .

A Toráh nos revela que as Mitzvot foram dadas para o beneficio da humanidade e que através do seu cumprimento o homem pode chegar a perfeição e a realização de sua missão no mundo.
O cumprimento dos preceitos divinos e o que mais pode beneficiar o individuo e a sociedade em geral.
A torah nos ensina a vida moral com o fim de encaminhar o homem ao nível divino do bem,para conseguir isto. O homem deve cumprir as Mitzvot e sempre guiar-se por elas. As Mizvot possuem uma harmonia com a natureza moral do homem e do universo.


Continua na semana que vem
Ate lá gente
Avraham David Franco